Conheças A Ti Mesmo, Meu Filho.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Conheças A Ti Mesmo, Meu Filho.

Mensagem por Narrador em Dom Maio 03, 2015 8:26 pm

Juízo e Força - olhos e mãos.
Sabedoria sem coragem não leva a nada.

- Baltasar Gracián
___________________________________

INTRODUÇÃO

O que é um lobisomem?
- São licantropos lobos.

O que é um licantropo?
- São seres sobrenaturais que têm a habilidade de mudar de forma humana para uma forma animal e no meio da transformação existe a forma pura do licantropo.

Lobisomens são imortais?
- Não, são mortais como todos os outros seres vivos.

Lobisomens comem pessoas?
- Sim e não. Na verdade os lobisomens são seres vivos, são animais como nos mesmo. Um humano pode comer uma pessoa, então os lobisomens também podem, isso só não quer dizer que irão.

Qualquer pessoa mordida por um lobisomem se transforma num?
- Evidente que não, quem lhe contou isso?

Lobisomem são feridos com prata?
- Sim, a prata é como brasa incandescente para eles.

Lobisomens são repelidos por cruzes e outro símbolos sagrados?
- Não, definitivamente.

Lobisomens perdem o controle na lua cheia?
- Lobisomens perdem o controle por muitos fatores, mas esse é um dos que mais os acalma.

Se eles são vivos eles procriam?
- Sim, podem escolher o seu parceiro, humano ou lobo. A gestação leva 9 meses.

Lembrando que os lobisomens são seres das Trevas assim como os Vampiros, mas de certa maneira podem ser tratados como os mocinhos da história, pois para aqueles cujo pensamento global já alcançou a maturidade; eles são os guardiões da Terra.
_______________________________________________

GLOSSÁRIO

Abrir Atalhos: Entrar no mundo espiritual. A maioria dos anciões considera este termo leviano e desrespeitoso.

Ádito: Um portal espiritual entre as Umbras Rasa e Profunda.

Adren: Um pupilo ou o estudante de um mentor.

Airts: As trilhas místicas dentro do mundo espiritual (ex: Trilhas Espirituais, Trilhas da Lua, etc.)

Aisling: Uma jornada ao mundo espiritual.

Alcançar: Viajar para o mundo espiritual.

Ajaba: Metamorfos hiena.

Anamae: “Alma amiga”; mais freqüentemente um elo com um totem de matilha.

Ananasi: Metamorfos aranha.

Anruth: Um Garou que viaja de caern em caern mas que não está comprometido com nenhum deles.

Apocalipse: A era da destruição, o ciclo final, o nascimento da morte, a corrupção infindável, o fim de Gaia uma palavra usada na mitologia Garou para descrever o tempo da batalha final com a Wyrm. Muitos consideram que a época do Apolcalipse seja a atual.
Assembléia: A reunião de uma seita ou tribo que ocorre num caern.

Augúrio: A fase da lua sob a qual um determinado Garou nasceu; considera-se que os augúrios determinam a personalidade e as tendências do indivíduo.

Athro: Professor, Mentor.

Awen: A Musa sagrada, o impulso criativo. Alguns dizem que ela é um espírito, mas que nunca foi encontrada. Os Dançarinos da Lua periodicamente realizam buscas por ela.

Bastet: Metamorfos felinos.

Brugh: Qualquer tipo de lugar místico, seja um caern de Garou ou um Covil da Wyrm. Normalmente uma clareira ou caverna localizada em alguma parte da floresta.

Cadáver: Termo pejorativo para vampiro.

Caern: Um lugar sagrado, um ponto de reunião no qual os Garou podem contactar o mundo espiritual.

Celestinos: Os espíritos superiores; as coisas mais próximas que os Garou têm de deuses. Os exemplos são Luna (a Lua) e Hélios (o Sol).

Charach: Um Garou que dorme com outro ou que fez isso no passado. O termo costuma ser usado como um insulto.

Chiminage: Tradicionalmente, uma seita pode fazer uma requisição a qualquer Garou que use seu caern; chiminage” é o termo para essa requisição.

Cliath: Um Garou jovem que ainda não possui nenhum posto na matilha.

Conclave: Uma grande assembléia, na qual muitas tribos se reúnem para discutir questões relativas à Nação dos Garou.

Corax: Metamorfos corvo.

Corrida: Uma caçada ou festa ritual que ocorre na conclusão de uma assembléia.

Corrupção: O ato de destruir, degenerar ou adulterar a vida; também os efeitos arrasadores das ações da Wyrm. Na presente era, o termo refere-se especificamente à arruinação ecológica causada pelos seres humanos.

Covil da Wyrm: Um local que foi profanado espiritualmente pela Wyrm; invariavelmente uma região de grande corrupção.

Crinos: A forma metade lobo, metade homem dos Garou.

Da Lua: Idiota, simplório.

Delírio: A loucura que se abate sobre os humanos que vêem um Garou na forma Crinos.

Divisa: Uma área fronteiriça em torno de um caern, da qual os mortais são vigiados.

Domínio: Um pequeno Reino na Umbra, normalmente conectado a um Reino maior na Umbra Profunda.

Fera: Gíria para Lupus.

Fomori: Humanos que passaram para o lado da Wyrm e que extraem poder dela. Eles são os inimigos dos Garou.

Fostern: Os seus irmãos e irmãs de matilha; aqueles que você escolheu como família.

Gaffling: Um espírito simples, servo de um Jaggling, Incarna ou Celestino. São raros os casos de Gaffling sencientes.

Gaia: A Terra e seus Reinos relacionados, tanto no sentido físico quanto no sentido espiritual; a Deusa Mãe.

Gallain: Os parentes dos Garou — aqueles humanos e lobos que mantêm um parentesco com o Povo e não estão sujeitos ao Delírio, mas que não são realmente lobisomens.

Garou: O termo usado pelos lobisomens para denominar a si mesmos.

Gremlin: Um espírito malévolo.

Gurahl: Metamorfos urso.

Harano: Um pesar inexplicável, uma saudade inexprimível por coisas inomináveis, um lamento por aquilo que ainda não está perdido. Alguns dizem que se trata de um estado de depressão causado pela contemplação do sofrimento de Gaia.

Hispo: A forma quase lupina dos Garou.

Hominídeo: Um Garou de ascendência humana. Termo ocasionalmente usado de forma pejorativa pelas feras.

-ikthya: “Da Wyrm”, um sufixo ligado a um nome.

Impergium: Os 3.000 anos que se seguiram ao aparecimento da agricultura, durante os quais foram mantidas cotas exatas de população Garou em todas as aldeias humanas.

Impuro: A cria estéril e normalmente deformada de dois Garou. Geralmente renegada pela sociedade Garou.

Imposição: O chamado empático que alguns Garou desempenham ao uivar.

Incarna: Uma classe de espíritos; mais fracos que os Celestinos, mas ainda assim, Grandes Espíritos.

Inceptor: Um Garou que guia outro através de um rito. Um inceptor também é chamado de mestre de ritual.

Jaggling: O espírito servo de um Incarna ou de um Celestino.

Klaive: Uma adaga ou espada talismã, normalmente de grande potência espiritual e quase sempre feita de prata.

Kinain: O relacionamento entre Garou ligados por sangue através de um ancestral comum. Este laço de ternura e orgulho nunca é usado para se referir a um impuro.

Litania: O código de leis mantido pelos Garou.

Lupus: Um Garou de origem lupina.

Malditos: Espíritos malignos que seguem a Wyrm. Existem muitos tipos diferentes de Malditos: Sgrag, Kalus, Psychomachiae e outros.

Malsã: Qualquer área corrompida, seja no mundo espiritual ou na realidade física.

Matilha: Um pequeno grupo de Garou de espécies diferentes, vinculados uns aos outros por laços de amizade e por uma missão comum.

Membrana, A: A barreira entre as Umbras Rasa e Profunda. Para penetrá-la é preciso encontrar um Ádito. Como alternativa os Garou podem viajar através da Zona Onírica.

Mokolé: Metamorfos répteis.

Mulo: Gíria para Impuro.

Nagah: Metamorfos serpente.

Nuwisha: Metamorfos coiote.

Ovelhas: Humanos.

Pacto, O: O acordo ao qual todas as tribos chegaram há aproximadamente 9.000 anos, depois do qual o Impergium foi derrubado. As tradições surgidas nessa época são obedecidas até hoje.

Película: A barreira entre o mundo físico da Terra e o mundo espiritual da Umbra. É mais forte nas áreas dos locais tecnológicos (dominados pela Weaver) e mais fraca nas áreas dos caern.

Penumbra: “Sombra da Terra”; o mundo espiritual que cerca diretamente o mundo físico; muitas, mas não todas, as características terrestres serão as mesmas.

Pericarpo: A Umbra Rasa em torno de cada Reino.

Phoebe: Uma Incarna de Luna, representando a Lua.

Ponte da Lua: Um portal entre dois caern; seu aparecimento é mais comum em Assembléias.

Praenomen: O espírito guardião de uma matilha.

Protetorado: O território requerido e patrulhado por uma matilha ou seita.

-rhya: “Superior em Posto”; um sufixo ligado a um nome.

Raça: A ascendência de um Garou, seja lupina, humana ou Garou.

Ratkin: Metamorfos rato.

Rebanho, O: Toda a humanidade, especialmente em relação àqueles humanos que os Garou recrutam para serem membros.

Reinos: Os mundos de realidade “sólida” dentro do Tellurian. A Terra é denominada o Reino de Gaia.

Rokea: Metamorfos tubarão.

Ronin: Um Garou que abandonou a sociedade Garou à força ou voluntariamente. É um destino cruel tornar-se um “lobo solitário”.

Sanguessuga: Um outro modo de nomear um vampiro.

Seita: O grupo de Garou que vive próximo de um determinado caern e que o vigia.

Símio: Gíria para homem ou hominídeo. Se o Garou quiser indicar desprezo autêntico por um determinado Garou, pode usar a palavra macaco.

Tellurian: A realidade absoluta.

Tradições, As: Os costumes dos Garou.

Tríade, A: A Weaver, a Wyld e a Wyrm. A trindade de forças cósmicas primitivas.

Tribo: A maior comunidade de Garou. Os membros das tribos costumam ser unidos por totens e estilos de vida semelhantes.

Totem: Um espírito unido a uma matilha ou tribo e representativo de sua natureza interna. Um totem de tribo é um Incarna, enquanto um totem de matilha é um Avatar Incarna (o equivalente a um Jaggling).

Umbra: O mundo espiritual.
Umbra Profunda: Os aspectos da Umbra que existem na parte externa da Membrana. A realidade se torna mais fragmentada à medida que nos afastamos do Reino.
Umbra Rasa: O mundo espiritual que cerca o Reino de Gaia.

Urrah: Garou que vive na cidade; os Corrompidos.

Véu, O: É o segredo da existência dos licantropos.

-yuf: “Honrado Igual”; um sufixo ligado a um nome.

Weaver, A: A manifestação e o símbolo da ordem e do padrão. Os computadores, a ciência, a lógica e a matemática são exemplos da influência da Weaver no plano material.

Wyld, A: A manifestação e o símbolo da mudança pura. O caos de transmutação e força elemental.

Wyrm, A: A manifestação e o símbolo do Mal, da entropia e da decadência na crença dos Garou. Os vampiros costumam ser manifestações da Wyrm, assim como os detritos tóxicos e a poluição.
___________________________________

AS RAÇAS

Hominídeo: Você foi criado como humano, por pais humanos. Você não sabia que era um lobisomem até ser quase um adulto e sofrer sua Primeira Mudança.

Impuro: Os seus pais são, ambos, Garou, mas você é deformado e estéril. Você compreende a cultura Garou mais profundamente que as outras raças, porque foi criado pela própria tribo.

Lupus: Você foi criado como lobo nas regiões selvagens. Você não sabia que era um lobisomem até estar quase completamente maduro.
_______________________________________________

O AUGÚRIO

Ahroun: Lua Cheia — O Guerreiro: protetor das tradições.

Galliard: Lua Minguante — O Dançarino da Lua: amante das tradições.

Ragabash: Lua Nova — O Trapaceiro: questionador das tradições.

Philodox: Meia Lua — O Juiz: guardião das tradições.

Theurge: Lua Crescente — O Vidente: pesquisador das tradições.
_______________________________________________

AS TRIBOS

Andarilhos do Asfalto: De todas as tribos, os Andarilhos são os mais adaptados à cidade e aqueles nos quais os Garou menos confiam. Eles tendem a se misturar com o submundo e frequentemente empregam tecnologia de ponta.

Fúrias Negras: Composta quase inteiramente por mulheres, as Fúrias Negras são as servas da Wyld e as vingadoras dos Garou.

Filhos de Gaia: A tribo mais moderada. Os Filhos tornaram-se os mediadores dos Garou e os defensores da humanidade. Contudo, seus jovens às vezes se tornam radicais, juntando-se a diversas subculturas.

Cria de Fenris: Selvagens e sedentos de sangue, os Cria de Fenris são em sua maioria de descendência nórdica e se orgulham disso. Eles tendem a dominar os condados e cidades rurais nos quais vivam.

Fianna: Cada membro desta tribo descende dos Célticos, e os Fianna orgulham-se muitíssimo dessa herança. Eles vivem em qualquer lugar que seus Parentes se estabeleçam e mantêm contato permanente com eles.

Garras Vermelhas: Compostos inteiramente por lupinos, os Garras Vermelhas acreditam que a melhor forma de salvar Gaia é destruindo de uma vez por todas o câncer que a corrói (os humanos).

Peregrinos Silenciosos: Os Silenciosos vivem nas ruas, mudando e viajando constantemente. Cruzam quase exclusivamente com ciganos, artistas circenses e outros peregrinos. Eles conhecem muitos segredos dos mundos espiritual e mortal.

Presas de Prata: A tribo mais prestigiada. Durante séculos os Presas de Prata cruzaram com os homens e lobos mais nobres. Contudo, por serem endógamos, tornaram-se vulneráveis a doenças.

Portadores da Luz: Intelectuais e contemplativos, os Portadores da Luz vagueiam pelo mundo em busca de conhecimento  e a verdade, mas também se opõem vigorosamente à Wyrm.

Roedores de Ossos: Vivendo como vagabundos nas ruas da cidade, os Roedores estão sempre bem informados mas são desprezados por todos.

Senhores das Sombras: Dominadores e tirânicos, os Senhores das Sombras lutam constantemente para destronar os Presas de Prata da liderança dos Garou. Eles fariam qualquer coisa por poder.

Uktena: Os astutos e misteriosos Uktena são os magos mais capazes entre os Garou, angariando, portanto, a desconfiança de todos os outros.

Wendigo: Os únicos Garou indígenas puros que ainda restam. Os Wendigo são independentes e ferozmente determinados a expulsar os invasores da América do Norte.
________________________________________________________

OS CAERN

Dolmens. Menires. Cemitérios. Catacumbas. Lugares assombrados. Aquela casa assustadora no fim da rua.

Assim como o Sol tem suas manchas solares, lugares dos quais as chamas são expelidas ao espaço, também a Terra possui áreas nas quais a energia mística pura de Gaia vaza para o mundo. Os lobisomens constróem templos e santuários em cima desses pontos, que são então chamados caern. Drenando a energia dos caern, os Garou podem viajar entre eles, e até mesmo galgar vastas distâncias. Os Garou também podem usá-los como "pára-raios" para convocar espíritos poderosos ou para evocar energias místicas assombrosas.

Para a vergonha dos Garou, outros seres conhecem a existência desses sítios. Os magos buscam caern e sistematicamente furtam sua energia (à qual chamam Quintessência). Os lacaios da Wyrm corrompem e ocupam os caern, tornando-os malignos (veja Caern da Wyrm, adiante). As fadas os utilizam como pontes entre seu mundo e a Terra.

Os caern são parte integrante da cultura Garou. Eles funcionam como locais de adoração, áreas de reunião e asilo para
os lobisomens velhos demais para prosseguir a jornada da vida. Mesmo a saúde física e mental dos Garou é afetada pela proximidade dos caern. Sem a energia mística dos locais sagrados para agregar suas naturezas contraditórias, os lobisomens podem adoecer e morrer... ou enlouquecer. Cada tribo possui seus próprios caern, emboram existam alguns sítios comunitários. Esses sítios são apropriados à cada tribo - os Filhos de Gaia costumam encontrar refúgio numa
clareira serena, enquanto os membros da Cria de Fenris preferem realizar festins em campos de batalha.

Os caern costumam ser dedicados a um determinado espírito, muitas vezes o espírito totem da tribo que mantém o
caern. Os portais para os domínios desses espíritos podem ser abertos por aqueles Garou suficientemente poderosos e sábios para executar os procedimentos rituais corretos.
________________________________________________________
A Litania

Não cruzarás com outro Garou
Combaterás a Wyrm Onde Quer Que Ela Esteja e Sempre Que Proliferar
Respeitarás o Território do Próximo
Aceitarás uma Derrota Honrada
Submeter-te-ás aos Garou de Posto Mais Elevado
Darás o Primeiro Quinhão da Matança ao de Posto Mais Elevado
Não Comerás a Carne dos Humanos
Respeitará Aqueles Inferiores a Ti - Todos são Filhos de Gaia
Não Levantarás o Véu
Não Serás Fardo Para teu Povo
Em Tempos de Paz, o Líder Poderá Ser Desafiado a Qualquer Momento
Não Desafiarás teu Líder em Tempo de Guerra

________________________________________________________
" "

Antes de tomar a sua decisão aconselho a ler os seguintes tópicos:
- Seja Bem-vindo A Noite.
- O início do fim.


Última edição por Admin em Dom Maio 03, 2015 10:43 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Narrador
Admin

Mensagens : 1286
Data de inscrição : 03/05/2015

Ver perfil do usuário http://hxhs.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum