Daphne Rubis

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Daphne Rubis

Mensagem por Daphne Rubis em Dom Ago 02, 2015 1:04 am

Nome: Daphne Rubis
Data de Nascimento: 08/04/1998
Dia da Mudança: 21/01/2011
Raça: Hominídeo
Tribo: Fúria Negra
Augúrio: Phillodox
Nome da Matilha: (Decidir em On)
Totem da matilha: (Falta a ficha dos outros Garous)
Caern: ( A decidir)
Mentor: Nice Strauvos

Resumo da vida
Daphne foi criada por seu pai.Aggie amou intensamente Shura, porém como uma autêntica Fúria Negra nunca faltou com seus deveres dentro da Seita, por este motivo seu relacionamento foi bastante conturbado. Durante a gestação Aggie, pela primeira vez, ficou mais do que duas semanas com Shura, porém o fato de estar grávida já a alertara sobre como seria o seu futuro com Shura.

Após o nascimento de Daphen, Aggie concluiu que durante os primeiros anos era melhor que sua filha estivesse com o pai, então abandonou o que chamava de Lar com Shura ainda com Daphne nos braços. Aggie nunca abandou de verdade, além de ter outros Garous observando sua filha ela mesma fazia vigília e em uma delas acabou, acidentalmente, revelando-se para Shura sua verdadeira natureza. Isso ocorreu quando Shura e sua filha iriam ser atacados por Lacaios da Wyrm. Assustado, Shura, fugiu com Daphne nos braços e nunca mais quis saber de sua esposa.

Daphne cresceu cercada de amor pelo seu pai, pouquíssimas vezes ela perguntou sobre sua mãe e quando isso ocorria a resposta dele era sempre a mesma. "Que era complicado, mas quando ela tivesse idade revelaria toda a verdade."

A pequena família Rubis era  humilde, Shura tinha dois empregos para conseguir manter a casa e a educação de Daphne, e mesmo nos momentos de aperto eles tinham um ao outro. Era uma laço inquebrável.


Resumo da primeira mudança
A puberdade. Era uma noite típica na casa da família Rubis, Daphne tinha chego recentemente dá escola e estava no banheiro preparando-se para o banho. Seguiu a rotina de praxe, entrou no box, abriu o registro e iniciou seu banho. Quando a água caiu sob sua cabeça Daphne desmaiou. Em seu sonho nadava em uma cachoeira e uma voz chamava seu nome, ela seguia a voz e lobos indicavam o caminho. Alguns lobos falavam com ela e diziam "Bem vinda". Ela foi caminhando, nua, entre as árvores admirando tudo a sua volta. Questionava-se porque compreendia os lobos e porque sentia-se a vontade com eles, sem medo.

Ela continuou andando e nem percebeu que a paisagem verde e floral agora se tornava escura e fria. Os lobos desapareceram e teias de aranhas surgiam diante de sua vista. Era difícil andar, tudo era pegajoso e o chão parecia areia movediça, dificultando os seus passos. Ela ouviu um uivo, mas não era um som gentil e acolhedor, era o oposto. Carregava ódio, sede por sangue lhe causando um arrepio na espinha.  Sentiu que "aquilo" se aproximava e o medo tomava conta de seu corpo e de sua mente. Ela tentou correr mais não saiu do lugar, tudo que fazia era muito lento e exigia muito esforço de si mesmo. Desesperada, começou a gritar mas não emitia som algum. Chorava em pura agonia quando avistou um par de olhos vermelhos fitando-a entre os galhos secos de uma árvore. Havia uma espécie de névoa em volta da criatura dificultando ver sua verdadeira forma. Mais uma vez gritou por ajuda e implorou por diversas santidades para ajudá-la e então uma criatura asquerosa, que lembrava uma aranha gigante com diversos olhos, saltou em sua direção com a intenção de devorá-la.

De repente Daphne abriu os olhos e berrou, como se ainda estivesse presa dentro de seu sonho, e algo estranho começou a acontecer com seu corpo. Sentiu seus músculos crescerem, pêlos nascerem por todo o corpo, seu rosto deformando, unhas crescendo e suas mãos e pés virando patas. Continuava berrando assustada, chamando por seu pai.



Resumo após a mudança
Daphne entrou em Frenesi ao ver as mudanças que acontecia com seu corpo e sem controle algum, movida apenas pelo impulso de seu medo, destruía tudo a sua frente, só queria fugir daquele pesadelo. Shura, seu pai, ao ouvir os berros da filha correu para o banheiro e encontrou algo que não era Daphne. Ele se deparou com um pesadelo que o perseguia a anos, mas não estava disposto a abandoná-la. Ele tentou acalmá-la, chamando-a pelo nome, mas Daphne estava em fúria, presa dentro de seu pesadelo e com suas garras e presas afiadas atacou a seu pai, a pessoa que mais amava. Shura não revidou, não teve coragem de levantar a mão contra a própria filha e ele apenas aceitou a morte como punição do próprio destino.


(Quando ela acorda do frenesi já estará no Caern e foi levada por Sirena. O povo explica o acontecido, ela não aceita, tenta fugir, é resgatada e aos poucos vai entendendo o que ela é e quem ela é. Após aceitar isso honrou seu pai com um Ritual dos Mortos e começou a se dedicar a sua causa.)

Chegou o dia de fazer seu Rito de Passagem e sua prova era (insira aqui um rito de passagem difícil). Ela saiu do Caern para iniciar sua jornada, a tarefa era difícil e fracassou diversas vezes. Envergonhada não retornou ao Caern, persistia em concluir a missão que lhe foi designada.
Levou mais de quatro dias para aceitar sua derrota, cabisbaixa e com o peso da derrota nas costas retornou ao Caern, mas durante sua viagem percebeu que o caminho a sua volta estava um tanto diferente. Como em seu sonho, havia teias de aranhas nas árvores e a vegetação parecia morta, o clima estava denso e uma névoa prejudicava sua visão. Resolveu mudar de forma para Lupus e seguiu correndo mata a dentro. Próximo a chegar sentiu que o solo sagrado agora estava tomado pela Wyrm, até quis se aproximar, mas algo a impedia de se aproximar. Algo sugava sua energia, sua vontade em querer lutar e até mesmo de viver. Tentou resistir mais a cada avanço se tornava um suplício continuar, sentia sua ligação com Gaia sendo afetada e isso lhe causava uma imensa dor, não fisicamente, mas em sua alma. Sem escolha, cheia de receio em perder algo tão importante optou por fugir.

Sem ter para onde ir vagou pela floresta, já não tinha mais uma lar. Foi guiada pelo seu instinto, seguindo um novo norte (a gnose de um outro caern). Andou por muito tempo até encontrar o que tanto procurava e teve cautela ao chegar no novo caern, não conhecia ninguém e precisava de ajuda. Esperou ser encontrada por eles e levada até o alojamento. Ficou sem falar nada, não sabendo como explicar o que aconteceu em seu lar e foi preciso alguns dias de adaptação para encontrar a melhor forma de contar o que sentiu naquele dia. O ancião ouviu com calma a explicação de Daphne e no mesmo dia enviou uma matilha para averiguar o que estava acontecendo no Caern de Daphne, e após a investigação o resultado chocou a todos. O Caern "Orvalho do Amanhã" havia sido contaminado pela Wyrm e todo o bando, que ficou para protefê-lo, pereceu em batalha. Daphne sentiu-se culpada por não ajudá-los, era o seu dever. Depois veio a vergonha, seu destino era morrer em batalha. Por último a dor da perda, mais uma vez aprendeu a dizer adeus à pessoas queridas. Foi um processo árduo, levou meses para aceitar e compreender, mas com a dor veio o aprendizado e com isso renovou sua ligação com os espíritos.

O ancião (Fúria dos Ventos) ofereceu para fazer o Rito de Passagem de Daphne, mas ela não sentia-se preparada, a última vez que tentou, coisas ruins aconteceram e esse medo ainda residia em seu coração. Fúria dos Ventos achou melhor que Daphne fizesse uma jornada para que ela pudesse encontrar sua coragem e em uma decisão em conjunto ela foi para Londres conhecer uma de suas irmãs - Fúria Negra.


Personalidade
(Pensando)


Itens Pessoais
Carrega uma mochila com três mudas de roupas. Um pouco de dinheiro, nada além de 300 libras. Seus dois fetiches, ganhou do Ancião Fúria dos Ventos e a sua documentação.


Itens Dedicados


Motivo para estar em Londres
Foi encontrar uma Fúria Negra para conhecer mais sobre si mesma.
avatar
Daphne Rubis

Mensagens : 19
Data de inscrição : 28/07/2015
Idade : 16
Localização : Mistras

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum