Antonietta Albano

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Antonietta Albano

Mensagem por Antonietta Albano em Seg Ago 03, 2015 4:33 am

Nome: Antonietta Albano
Data de Nascimento: 06 de outubro de 1996
Dia da Mudança: 23 de novembro de 2011
Raça: Hominídeo
Tribo: Andarilhos do Asfalto
Augúrio: Galliard
Nome da Matilha:
Totem da Matilha:
Caern: Stonehenge
Mentor: Não tem

Resumo da vida:

Fiorella Albano conheceu Ezra Clifford numa viagem que fazia pela Europa em 1994. O jovem e charmoso inglês a encantou e Fiorella decidiu largar tudo na Itália para viver aquele romance. Morou em Londres por mais de um ano, descobrindo a gravidez no início de 96. Quando isso aconteceu, Ezra surtou e desapareceu sem dar explicações. Sem condições de criar um bebê sozinha, a moça decidiu voltar ao país de origem, onde teve a filha, Antonietta, para quem não deu o sobrenome do pai.

A menina cresceu tendo uma infância bastante ordinária. Morava com a mãe e os avós maternos durante a primeira parte da vida e a família era toda muito amável e barulhenta.

Fiorella ensinava o inglês à Toni desde pequena, tanto por considerar importante que ela fosse bilíngue, quanto por esperar que algum dia a filha fosse querer procurar o pai, e então pudesse se comunicar com ele.

Quando Toni completou seis anos, Fiorella casou com o namorado com quem já estava há dois anos, Cipriano Lupo (que significa "lobo", o que mais tarde viria a provar-se uma grande ironia do destino), e os três mudaram para um casa só deles no interior da Itália. Nessa segunda parte da infância, Toni finalmente sentiu-se "normal", tendo agora um "pai" e uma mãe dentro de casa, como seus coleguinhas da escola. Cipriano era muito querido com a enteada e ela o adorava. A mãe sempre foi rígida quando se tratava de escola e igreja, mas era gentil em todos os outros momentos da vida.

O padrasto era artista e tatuador e foi quem inseriu a menina nesse mundo das artes e da tatuagem, percebendo o interesse dela por desenho ainda na infância. Além disso, foi o maior incentivador quando Toni começou a demonstrar fascínio por música e literatura, muito feliz mesmo dela ter essa veia artística. Inclusive, Cipriano deu uma tatuagem no braço como presente de aniversário de quatorze anos.

Resumo da primeira mudança:

Aos quatorze anos, Antonietta voltava pedalando de sua aula de piano pelas ruas da cidadezinha italiana onde morava, no final da tarde, quando sentiu uma tontura e algo estranho dentro do peito. Parou a bicicleta e teve que se apoiar num muro, achando que ia desmaiar. Seu coração batia muito mais rápido e sua cabeça parecia girar. Aquela sensação foi ficando mais forte e Toni começou a chorar, tanto de medo, quanto de ódio por sentir algo que não sabia definir nem controlar. Num rompante inexplicável, abandonou a bicicleta e saiu correndo sem pensar em uma direção, sendo guiada por algum ímpeto misterioso que a levou diretamente até um parque próximo. Não viu de onde o lobo surgiu, mas foi o gatilho que faltava para a transformação. Num segundo era a menina pequena e magrela que sempre foi e no próximo era um enorme Crinos de quase três metros de altura. O lobo gigante e humanóide a atacou, rosnando e arrastando-a para dentro de um pequeno bosque. Ela tentava se defender, mas não entendia o que estava acontecendo e foi rapidamente imobilizada pelo animal monstruoso, que nem chegou a machucá-la seriamente. Percebia que seus membros estavam maiores, mais fortes e peludos, completamente estranhos, o que a deixava mais confusa e irritada.

Não sabe quanto tempo passou até que desistiu de lutar e se acalmou, voltando a sua forma humana quando isso aconteceu. E para sua surpresa, o lobo que a segurava contra o chão também desapareceu, dando lugar a um homem que ela já conhecia de fotos antigas: seu pai.

Resumo após a mudança:

Ezra contou que já vinha observando a filha há algum tempo, preocupado com essa possível transformação. Explicou superficialmente o que eram, como podiam ser aquilo e como as coisas funcionavam. Apesar do grande choque e do medo iniciais, Antonietta achou tudo muito incrível. É claro que levaria tempo para se acostumar a ser um Garou, mas toda aquela ideia básica lhe parecia muito interessante e certa, de alguma forma. Revelar que Toni poderia colocar a vida da mãe e do padrasto em perigo foi o suficiente para convencê-la a mudar para Londres com ele. Além disso, Ezra contou que ela precisaria de instrução e que ele poderia ser aquele que a ensinaria tudo que precisava saber dessa nova vida. Antonietta ficou animada pelo lado de poder descobrir aquele universo e por ter a chance de conhecer melhor o pai biológico, mas bastante abalada por ter que deixar a família para trás.

Convencer Fiorella a deixá-la partir com o pai foi a parte mais difícil, mas ainda assim Toni percebeu que algo nela mesma havia mudado e que estava mais fácil persuadir as pessoas a fazerem coisas que ela queria, então no final das contas a mãe a deixou partir com Ezra.

Em Londres, Antonietta e o pai viviam num apartamento em Richmond upon Thames e passavm grande parte do tempo num Caern nos arredores da cidade. A garota tinha uma sede enorme de aprender e naturalmente se dedicava a absorver qualquer conhecimento que pudesse. E nos primeiros meses foi tudo o que fez. Depois, quando já estava mais acostumada a nova vida, aos novos amigos e a nova família, voltou a se dedicar às artes. Ao completar dezesseis anos fez a tatuagem que cobre o pescoço. No decorrer daquele ano, foi colocando piercings no nariz e nos lábios, e aos dezessete Toni fez a outra tatuagem no braço esquerdo. Ambos os desenhos foram feitos por ela. E foi naquela época que começou a nutrir um desejo de abrir seu próprio estúdio de tatuagens.

O pai também a incentivava a viver uma vida humana razoavelmente comum. Ezra adorava todos os tipos de tecnologias e sempre as mostrava e ensinava à filha, que também era fascinada por esse tipo de coisa. O pai era mecânico e foi quem ensinou Toni a dirigir e a mexer com computadores.

Personalidade:

Antonietta é tranquila na maior parte do tempo e bastante curiosa. Pode passar horas desenhando, lendo ou escrevendo. Assim como pode passar horas contando ou ouvindo histórias, sendo até um pouco inconveniente às vezes, sem perceber que está falando sem parar com alguém que já perdeu o interesse na conversa. É bastante sociável, gosta de dançar, de cantar, toca até alguns instrumentos musicais, ainda que não seja exatamente expert em nenhum. Gosta de exercícios físicos, adora correr e nadar, mas nunca foi muito boa nos esportes em grupo.

Não perde a calma com facilidade, mas quando acontece, saia da frente. Tomada de fúria, Antonietta pode ser bastante violenta. Nunca foi exatamente boa de briga, pelo menos em sua forma humana, mas consegue se virar bem.

Itens Pessoais:

xxx

Motivo para estar em Londres:

Vive na cidade com o pai que também é Garou.
avatar
Antonietta Albano

Mensagens : 136
Data de inscrição : 01/08/2015
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum